Os mais famosos personagens caninos dos desenhos animados

domingo, 29 de novembro de 2009

Sinônimos de companheirismo e fidelidade, os cães sempre marcaram presença constante entre os personagens das mais variadas animações que são uma das maiores fontes de diversão e alegria na infância.
Recentemente vi no Blog REVISTA FOCINHOS uma postagem sobre os personagens de desenhos animados que tiveram suas criações inspiradas em raças de cachorros. Achei legal, a título de CURIOSIDADE, e resolvi compartilhar com vocês. Confira!



A bela Dama viveu um jantar inesquecível ao lado de seu amado no filme "A Dama e o Vagabundo"; a charmosa cadelinha faz parte da raça cocker spaniel americano, que tem orelhas grandes e pêlos macios.



Ele dorme no teto da casinha e tem um dono chamado Charlie Brown! Com estas pistas fica fácil pensar em Snoopy, personagem baseado na raça beagle, que tem cães inteligentes e gulosos.



Difícil adivinhar quando o Floquinho, cão do Cebolinha, está de frente ou de costas! O personagem misterioso da Turma da Mônica não é pura invenção: é inspirado na "peluda" raça Lhasa Apso!



Ainda bem que ele tem um porte gigantesco, porque se dependesse da coragem... O medroso Scooby Doo, amigo do Salsicha, foi criado a partir do Dogue Alemão, raça de cães elegantes, fortes e amistosos.



Essa é facil: ele mete medo no gato e acaba salvando a pele do ratinho no desenho "Tom e Jerry"! Trata-se de Spike, cão da raça buldogue, que tem bochechas caídas mas é bem menos assustador na vida real.



Se achou a raça de Spike fácil, essa, o nome diz tudo! Trata-se dos cães de manchas pretas e pêlos brancos, que ficaram famosos no mundo todo depois do filme "101 Dálmatas"; na vida real, os dálmatas são velozes e podem chegar a 61 centímetros de altura.



Pluto, mascote do Mickey Mouse, é trapalhão e bom para seguir rastros, como os cães da raça Bloodhound, na qual o personagem foi inspirado; a orelha caída e o olhar sensível também são características marcantes.



Fiel ao seu dono Franjinha, divertido e...azul! Estas são as características inconfundíveis do Bidu, personagem de Maurício de Sousa inspirado na raça Schnauzer, que tem cães enérgicos e com pêlos duros.


O cachorro de "Os Simpsons", o Ajudante de Papai Noel, é inspirado na raça Greyhound, que na vida real é altivo e elegante e tem cães carinhosos e velozes.



Sem o cão Milu, da raça Fox Terrier as aventuras de Tintim não seriam as mesmas. O personagem canino das histórias em quadrinhos tem personalidade típica da raça: é agitado, companheiro e muito leal ao dono.

A postagem do blog citado acaba aqui, mas eu gostaria de acrescentar umas coisinhas.
Afinal, a raça faz diferença?

É claro que não! A raça desses personagens nunca importou ou fez a menor diferença (a não ser à título de curiosidade). Tanto é que posso exemplificar outros tantos personagens tão carismáticos quanto esses, imaginando que a criação dos mesmos fora inspirada em um SRD da esquina ou no mesticinho do vizinho, ou ainda naquele aumiguinho que te acompanhou da infância até os dias de hoje. Dá uma olhada em alguns dos cachorrinhos famosos citados pelo Blog ANEXO SECRETO :




Está enganado quem pensa que a vagareza e lentidão de Droopy são sinônimos de burrice ou idiotice. Bastante esperto, ele está sempre salvando a moça ruiva chamada Red das garras do McLobo, ou então está atrapalhando os planos de seu rival com a ajuda de seu inseparável filhote.



Costelinha
apareceu pela primeira vez no ano de 1991 na excelente série de desenhos animados Doug. Amigo fiel deste garoto de 11 anos, Costelinha mostra através de suas atitudes o verdadeiro valor de uma amizade fiel e sem interesses e está sempre ao lado de seu inseparável dono. Doug também lhe confidencia muitas vezes, diversos "segredos", sejam relacioandos à escola, aos amigos ou à sua paixão secreta por Paty Maionese.


Personagens da Hanna-Barbera, Bibo pai e Bob filho são uma dupla inseparável de cachorros, que compartilham de uma grande afeição um pelo outro. Bob é um cãozinho manso, inteligente e educado e um brilhante gênio da ciência e Bibo pai é um cão de caça que costumava trabalhar no teatro Vaudeville. Ou seja, os dois são bem diferentes, mas seu amor um pelo outro é inquestionável. Grande admirador de seu pai, Bobi sempre demonstra seu respeito a ele através de frases como: " O melhor papai do mundo!" e "Meu digníssimo pai!". Outras frases que marcam o desenho são: "Oh! Meu querido e velho pai!" e "Bob, meu querido filho!".


O cachorro dos Jetsons sempre está ao lado da família intergaláctica nas mais diversas aventuras e situações. É famoso por levar o chinelo de George sempre que o mesmo chega do trabalho se senta em sua poltrona futurista. É um dos principais e mais fiéis amigos do simpático Elroy.


Muita gente não percebe, mas o Pateta é um cachorro. Porém, ele não é como a maioria dos cães aqui listados, pois não é uma mascote e sim um dos amigos mais próximos do Mickey Mouse. Todo mundo sabe o que o Pateta faz de melhor (ou de pior) : várias trapalhadas, é claro. Além disso, ele tem um jeito todo especial de falar e ainda tem uma identidade secreta, o Super Pateta.




O cachorro super especial de Dennis, o pimentinha é presença garantida nas traquinagens e confusões em que seu dono se envolve. Ruffus é bastante cativante e sempre chama atenção nos episódios do desenho (apesar de apenas latir).



Uma das mascotes de John Arbuckle e "companheiro" do famoso gato Garfield, Odie é muito querido pelos amantes dos desenhos e HQs do personagem criado por Jim Davis. Adora lamber e babar a todos, principalmente seu dono John. Docilidade e inocência são suas características principais e também aparenta ser bastante maluquinho e até mesmo tonto, pois sempre é tratado como um verdadeiro "saco de pancadas" por Garfield e nem se importa com isso (na maioria das vezes, pelo menos). Aliás o Garfield não foi inspirado em nenhuma raça pra ser criado e é um dos personagens felinos mais queridos do mundo inteiro.



Presente tanto na Corrida Maluca como também em Máquinas Voadoras, Mutley é o companheiro de trapaças e embustes do conhecido vilão Dick Vigarista. Apesar de sempre fazer o que seu mestre ordena, nem sempre consegue ganhar sua "medalha, medalha, medalha". Não podemos deixar de falar também de sua célebre risada. Simplesmente inconfundível.




A exemplo de um autêntico vira latas, descrito como o cão covarde, Coragem sempre dá provas do contrário ao salvar seus donos, Muriel (sua preferida) e Eustácio Resmungão, de alienígenas, vigaristas, bandidos, monstros e outras ameaças. Morador de um local deserto e isolado, chamado "Lugar Nenhum", Coragem se assusta com tudo e vive amedrontado, porém tem um sexto sentido aguçado para identificar aqueles que podem trazer problemas.

E aí? Lembrou de algum cachorrinho que fez ou faz parte do seu dia a dia? Aposto que sim! Eu lembrei de vários, não só na aparência, mas também pelas inúmeras qualidades. Na verdade não importa em qual lista o seu cachorrinho vai se encaixar melhor. O legal é sempre lembrar e ressaltar que esses seres patudos, (fontes de inspiração ou não) que tanto alegram e completam as nossas vidas, sejam respeitados! Vidas não devem ser comercializadas, nem maltradas ou tampouco abandonadas! Respeite a vida! ADOTE!

2 comentários:

Anônimo disse...

Otima materia...

Bruno Santana disse...

N sabia q pateta era um cachorro

Related Posts with Thumbnails

  © Blogger templates Newspaper by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP